P.A.M. – Património, Artes e Museus

Início » museu » Campanha de Crowdfunding do Museu Nacional Ferroviário com objetivo superado

Campanha de Crowdfunding do Museu Nacional Ferroviário com objetivo superado


Via

O Museu Nacional Ferroviário superou o objectivo pretendido com a campanha de crowdfunding “A caminho do Museu: Vamos transportar o Drewry”, que encerrou a 24 de Junho.

Foram reunidos 5 050,00 Euros para transportar o último exemplar dos locotratores Drewry, de Guifões, no norte do País, para o Museu, no Entroncamento.

A campanha contou com a adesão de 65 apoiantes, a quem o Museu reconhece um importante papel na defesa do património e da história do caminho de ferro e agradece por terem ajudado a levar o Drewry ao seu destino.

A contribuição da empresa inglesa Heritage Traction Rail Services, Ltd foi fundamental para o resultado final. Diga-se de passagem que este apoio vem apenas reafirmar uma relação que tem dado mais frutos e contribuído para valorização e protecção do património histórico ferroviário que integra a colecção do MNF. Diz Andrew Johnson, Diretor da HTRSL, que a sua motivação é a defesa do património ligado ao caminho de ferro. Exemplo disso é o envolvimento da empresa inglesa com o Museu para o restauro da Locomotiva 1805, que já está em curso e conta ainda com a colaboração da EMEF – Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário S.A.

Este locotrator faz parte da primeira série de veículos equipada com motor diesel a chegar a Portugal, em 1948. Estas unidades foram compradas junto com outro tipo de material circulante, no âmbito do plano de reequipamento do Estado português, com o propósito de substituir a frota de material circulante a vapor, cuja circulação se encontrava reduzida, devido à escassez de carvão. Os locotratores Drewry possuíam um motor diesel Gardner com uma potência de 200CV e dispunham de três rodados conjugados por bielas. Estavam equipados com freio de vácuo, a velocidade máxima era de 41,5 km/h e a potência nominal, nas rodas, era de 150 CV. Destinados à realização de manobras, começaram por prestar serviço no Barreiro e em Campolide. Os últimos anos de vida desta série de seis locotratores (1001-1006) foram passados em Campanhã.

Após a sua chegada, o Drewry será objecto de restauro e integrado na exposição permanente do Museu, onde pode ser visitado por todos os que queiram conhecer mais este marco da história dos caminhos de ferro em Portugal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: