P.A.M. – Património, Artes e Museus

Início » patrimonio » Avança candidatura das Tapeçarias de Portalegre a património mundial

Avança candidatura das Tapeçarias de Portalegre a património mundial


ViaRosário Silva

Partida de emigrantes Almada Negreiros

As tapeçarias de Portalegre vão ser candidatadas a património mundial, pela UNESCO, dentro de dois anos. A decisão foi tomada numa reunião entre a Câmara de Portalegre, a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo e a Manufactura de Tapeçarias de Portalegre, que detém a patente do produto.

De acordo com a presidente do município, Adelaide Teixeira, o processo está a começar, prevendo-se que fique concluído “dentro de um ano para ser apresentado, em 2017, à UNESCO” , a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

Em declarações à Renascença, Adelaide Teixeira sublinha a necessidade de preservar o saber fazer destas tapeçarias, algo que, “infelizmente, pode estar em perigo”, uma vez que “há cada vez menos pessoas interessadas em aprender”.

“Esta candidatura tem a ver com a salvaguarda do património”, sublinha a autarca.

Aprendizagem prolongada e complexa

Aprender a fazer uma tapeçaria pode demorar entre três a cinco anos, mas o processo é ainda mais demorado, uma vez que existe um esmerado conhecimento que torna único, este produto. “Por exemplo, a escolha das lãs, já que a palete é constituída por milhares de cores até se conseguir chegar à cor de origem dos cartões de pintura, pois estas tapeçarias são réplicas de artistas conceituados. E são de tal forma fiéis ao original que os próprios artistas ficam rendidos” assegura Adelaide Teixeira.

A Manufactura de Tapeçarias de Portalegre é um dos últimos centros de produção artística contemporânea de tapeçaria mural do mundo e, nos últimos 60 anos, trabalhou com mais de 200 artistas portugueses e estrangeiros. Entre os mais sonantes, encontram-se Almada Negreiros, Vieira da Silva, Júlio Pomar, Burle Marx, Lourdes Castro, Álvaro Siza, Rigo, Le Corbusier ou Joana Vasconcelos.

O coordenador técnico desta candidatura a património mundial vai ser Paulo Lima, um especialista responsável por outros processos idênticos, como o do cante alentejano, as Festas do Povo de Campo Maior ou da Arte Chocalheira.

A Património Mundial

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: