P.A.M. – Património, Artes e Museus

Início » arte » Exposição “Bonecos de Estremoz de Ricardo Fonseca”.

Exposição “Bonecos de Estremoz de Ricardo Fonseca”.


Via

Foi inaugurada na Galeria Municipal D. Dinis a exposição “Bonecos de Estremoz de Ricardo Fonseca”.

A mostra, que estará patente até 5 de Dezembro de 2015, é composta por cerca de 30 figuras, divididas em três grupos temáticos: os Bonecos de Carnaval, os Bonecos do Mundo Rural e os Bonecos de Devoção.

Ricardo Jorge Moreira Fonseca nasceu em Estremoz em 1986. Iniciou-se no figurado ainda durante a infância/pré-adolescência, frequentando regularmente a oficina de barrística de Estremoz de suas tias, “Irmãs Flores”, durante o período das férias escolares.

Na Escola Secundária esteve no agrupamento de artes, onde adquiriu algum conhecimento a nível da pintura e escultura.

Actualmente, ainda com o apoio das tias e na oficina destas, trabalha em bonecos que vão do figurado cerâmico mais contemporâneo, àqueles de raiz mais local como os bonecos de Estremoz.

Nas figuras que produz há uma atenção especial ao pormenor, quer na modelação, quer na pintura. As faces, mãos, pés e adereços dos bonecos recebem um tratamento que lhe é muito característico e distintivo. Não é difícil distinguir uma figura por si produzida, das que a rodeiam numa mostra.

Venceu em 2011 o Concurso de Barrística de Estremoz “Rainha Santa Isabel”,  promovido pela Câmara Municipal de Estremoz.

Esta exposição faz parte do Plano de Salvaguarda e Valorização do Boneco de Estremoz e insere-se no âmbito da promoção da Candidatura da Produção do Figurado em Barro de Estremoz à inserção na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO).

Anúncios

1 Comentário

  1. Não percebo como é que estes produtores de bonecos poderão apresentar uma candidatura à UNESCO, se nas suas oficinas nem sequer sabem atender os clientes. Ainda esta semana estive nestas irmãs Flores para tentar levantar uma encomenda, feita há meses destinada a um amigo meu e fui pessimamente atendido, tendo a peça sido vendida. A Senhora levantou a voz, não pediu desculpa e fiquei muito mal impressionado com a falta de profissionalismo e amabilidade desta gente.

    Pessoalmente, acho que esta oficina das irmãs Flores é um sítio a evitar e não creio que a UNESCO ganhe muito com estes bonecos e os seus autores

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: