P.A.M. – Património, Artes e Museus

Início » livro » “A Bicicleta do Ourives Ambulante” vence prémio literário João Gaspar Simões

“A Bicicleta do Ourives Ambulante” vence prémio literário João Gaspar Simões


Via

Retrato de João Gaspar Simões, carvão sobre papel, 62,5 x 50 cm

O escritor e empresário Silvério Manata venceu o prémio literário João Gaspar Simões, instituído pelo município da Figueira da Foz, com o romance “A Bicicleta do Ourives Ambulante”, anunciou a autarquia.

Em nota de imprensa, a autarquia afirma que o trabalho vencedor “retrata um interessante período da nossa história colectiva” e que o júri do prémio bienal instituído em 2009 “considerou que a obra destacada revela uma notável riqueza de vocabulário e uma apreciável qualidade narrativa”.

À agência Lusa, Silvério Manata, 56 anos, natural da localidade de Carapelhos, concelho de Mira (Coimbra) e residente em Grândola, distrito de Setúbal, manifestou-se “naturalmente satisfeito” pelo prémio, sustentando que o galardão “é um estímulo” para continuar a carreira de escritor.

Acrescentou que o romance agora premiado – o terceiro da sua autoria – decorre em dois espaços territoriais distintos (a zona da Gândara, no litoral Centro do país e o Alentejo) e que o protagonista é um ourives ambulante oriundo da região da Gândara, “tal qual os ourives que de Cantanhede e Mira saíram para o país todo”, frisou.

Ao prémio João Gaspar Simões – instituído em 2009 em homenagem ao novelista, dramaturgo, crítico literário, editor e tradutor nascido na Figueira da Foz em 1903 e que morreu em Lisboa, em 1987, com 83 anos – concorreram 91 obras “provenientes de todo o país e ilhas e uma do estrangeiro”, predominando os docentes entre concorrentes com várias profissões, sublinhou a autarquia.

O júri, constituído por Manuel Frias Martins, em representação da Associação Portuguesa de Críticos Literários, Maria Carlos Loureiro, da Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e António Tavares, vice-presidente e vereador com o pelouro da Cultura do município da Figueira da Foz considerou ainda que “a capacidade de efabulação e os vários registos de memórias e experiências trazem, ao romance em causa, um interesse especial que o coloca num plano estimulante de realização literária”.

Para além do galardão na modalidade de romance, o vencedor irá receber 2.500 euros, não tendo sido atribuída qualquer menção honrosa no âmbito da terceira edição do Prémio Literário João Gaspar Simões, indicou a autarquia.

Nas duas edições anteriores, foram premiadas as obras “O Fotógrafo da Madeira”, de António Breda Carvalho (2010/2011), e “O Primo Aprendiz – História de um Carbonário”, da autoria de Mário Silva Carvalho (2012/2013).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: