P.A.M. – Património, Artes e Museus

Início » livro » Grupo Penguin vai editar romance vencedor do Prémio PT de Literatura 2014

Grupo Penguin vai editar romance vencedor do Prémio PT de Literatura 2014


Via

Fonte do grupo editorial disse à Lusa que “Flores”, de Afonso Cruz, será publicado no dia 03 de setembro.

O escritor entrou em 2012 para a lista de autores da Alfaguara, editora adquirida este ano pelo grupo Penguin, onde publicou, com o romance “Jesus Cristo bebia cerveja”, considerado pela revista Time Out e pelo jornal Público como o Melhor Livro do Ano, seguindo-se “Para onde vão os guarda-chuvas”, com o qual venceu, no ano passado, o Prémio Autores, na categoria Ficção Narrativa, da Sociedade Portuguesa de Autores.

Afonso Cruz, de 44 anos, que também é músico, cineasta e ilustrador, venceu este ano o Prémio Nacional de Ilustração 2014, com o livro “Capital”, uma narrativa visual “aberta a públicos de todas as idades”, como referiu o júri.

O escritor recebeu já vários outros prémios, nomeadamente o Grande Prémio Camilo Castelo Branco de Conto, em 2010, pelo livro “Estória Universal”, o Prémio Maria Rosa Colaço, em 2009, por “Os livros que devoraram o meu pai”, e o Prémio União Europeia para a Literatura, em 2012, pelo romance “A Boneca de Kokoschka”.

O título do romance de Sérgio Rodrigues, “Drible”, parece direcionar para a temática desportiva e, na realidade, o autor brasileiro de 52 anos conta a história de um jornalista desportivo, já octogenário, que, ao saber que sofre de uma doença fatal, tenta reaproximar-se do filho, que o ignora há 25 anos.

Segundo informação editorial, neste romance “há um contraponto de vozes narrativas, entremeado com o relato principal” e “o livro que o jornalista escreve sobre um extraordinário jogador dos anos 1960, chamado Peralvo, dotado de poderes sobrenaturais e que teria sido ‘maior que Pelé’ se não tivesse encontrado um fim trágico”.

Este é o sétimo título de Sérgio Rodrigues, também crítico literário e jornalista, que se estreou na ficção em 2000, com o volume de contos “O homem que matou o escritor”. Em 2011, o autor brasileiro ganhou o Prémio Cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro pelo conjunto de sua obra.

De outro autor brasileiro, Vinicius de Moraes (1913-1980), este grupo editorial conta publicar “uma coletânea de poemas”.

Vinicius, também compositor, é autor de muitos êxitos da música brasileira, entre os quais “Garota de Ipanema”, com Tom Jobim, “Porque hoje é sábado” (ou “Dia da Criação”), e de quem Amália Rodrigues gravou “Saudades do Brasil em Portugal”.

Por ocasião dos 70 anos do fim da II Guerra Mundial, que se cumpre em setembro, o grupo Penguin Randon House edita um livro com textos inéditos do italiano Primo Levi (1919-1987) sobre Auschwitz, onde deu entrada em 1944, depois de ter sido detido no norte de Itália, onde combatia a liderança fascista de Benito Mussolini, integrado na milícia Giustizia e Libertà.

“Alguns dos textos foram escritos imediatamente após a sua libertação”, realçou a mesma fonte à Lusa.

Antes de dar entrada no campo de concentração alemão, Levi esteve detido no de Fossoli, nos arredores de Modena, em Itália. Químico, de formação académica, Levi é autor de memórias, contos, poemas, e novelas, nomeadamente, “Se isto é um homem” e “O dever da memória”.

“Vamos ainda editar um livro de uma norte-coreana, Yeonmi Parl, que fugiu em busca de liberdade e que conta a sua história”, rematou a mesma fonte do Grupo Penguin.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: